[WARHAMMER 40K] Relatos do Deathwatch

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[WARHAMMER 40K] Relatos do Deathwatch

Mensagem  Átila Fernandes em Seg Ago 22, 2011 4:40 pm

Comandante Deathwatch Mordigael.

Relatório de número 548. Operação "Sombra da Loucura"

O seguinte relato foi feito pelos Space Marines: Fild Cratle, dos Ultramarines; Zahariel, dos Dark Angels; Alistayr, dos Storm Wardens; Zelda, Black Shield; e Azael, dos Dark Angels. Todas as informações aqui presentes são acontecimentos relatados pela equipe sob juramento em nome do Grande Imperador.


Os Marines foram convocados à sala de comando da estação pela Inquisidora Quist, que havia recebido relatos da guarda imperial sobre um ocorrido incomum na superfície do planeta Baraban, no setor Canis Salient. Os relatos diziam que, durante uma batalha contra as forças Tau, em um disparo simultâneo de um tanque inimigo com um canhão laser imperial, uma chuva de objetos semelhantes a adagas negras caíram dos céus no campo de batalha, causando desordem e a inevitável retirada das tropas do combate. Visualizações da órbita do planeta mostraram que, durante a batalha, havia uma sombra projetada no chão, mesmo não havendo nuvens, cadeias de montanhas ou qualquer outro ser ou objeto que pudesse estar causando-a. No momento em que essa informação chegou aos processadores de dados da nossa fortaleza, a Omega Vault reconheceu o acontecimento como sendo um gatilho para abrir uma de suas câmaras, seladas a muito tempo atrás por quem quer que a tenha construído. Nessa câmara haviam três iluminadores arcaicos, eternamente gerando luz a uma frequência especial. Com a abertura da Omega Vault, a Inquisidora tomou a decisão de organizar um grupo do Deathwatch para investigar o planeta Baraban e descobrir o que havia causado a "chuva de adagas negras" e qual o propósito dos iluminadores que os antigos previram que seria necessário naquele momento.
Recebida a missão, o grupo foi levado a bordo da Lança da Fúria, um cruzador espacial a serviço do Deathwatch, e levados até a órbita do planeta Baraban. De lá, um transporte Thunderhawk os levou até a superfície. Quando chegaram ao posto avançado 420(o posto mais próximo ao ocorrido) descobriram que o posto estava sendo atacado por uma horda de Kroots locais. Os guerreiros imediatamente saltaram do transporte e salvaram os soldados imperiais com uma chuva metal e fogo que purgou os Xenos do campo de batalha. Embora a horda tenha sido dizimada, alguns conseguiram fugir para a densa floresta. Os guerreiros imediatamente se dirigiram ao posto avançado para averiguar os danos e descobrir o que havia acontecido. O oficial local relatou que o posto avançado estava sofrendo u m ataque de forças Kroot a serviço dos Tau e que teria sido destruído se os Space Marines não tivessem chegado naquele momento.
Os Marines receberam um guia das tropas imperiais e foram guiados até o local da sombra. Ao chegar na clareira, os guerreiros rapidamente descobriram, através do uso dos iluminadores, que a sombra sobrenatural era causada por um dispositivo chamado Dellirium Trellis, uma espécie de armadilha muito antiga que ficava escondida em outra dimensão até que o seu gatilho fosse disparado. No caso, parece que o gatilho para esse dispositivo foi a frequência de onda causada pela combinação do feixe de laser imperial com o disparo do canhão dos Tau. Esse dispositivo, quando detonado, causa loucura e alucinações em qualquer criatura que passe pela área para a qual ele foi projetado. O Techmarine, Fild Cratle, conseguiu se conectar com o dispositivo e acessar uma rede que, aparentemente, conectava todos os dispositivos que haviam sido disparados nesse planeta a muitos séculos atrás. Através dessa conexão, Fild descobriu que haviam quatro dispositivos que não foram disparados junto com os outros. Esse que ele analisava era um, ele adquiriu a localização dos outros três pela conexão com aquele. Após relatar sucintamente os ocorridos em Baraban para o comando superior, a equipe partiu em busca do segundo, supostamente localizado em uma área de floresta densa ao sul do continente.

avatar
Átila Fernandes
Cavaleiro Menor
Cavaleiro Menor

Mensagens : 45
Data de inscrição : 24/04/2011
Idade : 28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [WARHAMMER 40K] Relatos do Deathwatch

Mensagem  Átila Fernandes em Seg Ago 22, 2011 8:16 pm

Os Space Marines viajaram por várias horas até chegar à clareira onde estava marcado o segundo Trellis. Porém, só encontraram os suportes em que ele deveria estar apoiado, o corpo de um Tau e muitos corpos de Vespídeos. Ingerindo a carne do Tau, suas glandulas Omophagea lhes disseram que os Tau haviam chegado lá antes e levado o artefato. Os Adeptus Astartes agora tinham uma nova missão: recuperar o dispositivo do inimigo, de modo a não deixar a tecnologia antiga cair nas mãos dos Xenos. Eles rapidamente rumaram em direção à cadeia de montanhas no sudoeste, o lugar onde estava localizado o terceiro Trellis.
Ao chegar à região montanhosa, os Space Marines encontraram uma caverna nas montanhas. Ao explorar seus corredores, estreitos para as grandes armaduras que eles usam, encontraram um grupo de soldados ensandecidos que haviam desertado e viviam escondidos na montanha. Os soldados, após se convencerem de que os Marines não eram ilusões, guiaram o grupo até a sala principal deles. Lá se encontrava o Trellis, envolto em velas e sacrifícios animais, e um grupo muito maior de desertores, todos igualmente loucos pelas auras dos Trellis que haviam sido disparados a muito tempo atrás e ainda assombravam a população deste planeta. Eles pensavam de alguma forma que o Trellis era um portal que os levaria de volta pra casa, para longe da guerra. Os Space Marines conseguiram convencê-los a entregar o artefato pacificamente e partiram, informando a base mais próxima da localização dos desertores logo em seguida. Agora restava apenas mais um local para verificar, a região pantanosa atrás das linhas inimigas a oeste da cadeia de montanhas.



A vegetação desta região era densa, composta de arbustos altos e copas fechadas. Durante a passagem de uma parte da floresta, o grupo foi emboscado por guerreiros Tau em armaduras de batalha com camuflagem invisível. Eles foram alvos de rajadas de fogo automático, deixando Zelda e Alistayr feridos. Após alguns momentos de atordoamento pela surpresa do ataque, os Marines destruíram o inimigo com uma chuva de aço e fogo. Um dos guerreiros invisíveis teve sua camuflagem danificada e fugiu covardemente pela floresta. Os Marines o seguiram, mas o Xeno traiçoeiro os levou a uma armadilha armada por um Comandante Tau que estava no planeta à procura dos mesmos artefatos. O Comandante estava esperando em um lago com um pequeno exército escondido nas árvores ao redor. Graças à liderança eficiente de Fild Cratle, o esquadrão conseguiu se recompor rapidamente da surpresa e Azael disparou um míssil certeiro de seu Lançador Soundstrike que perfurou a armadura do colosso Xenos. Sob fogo pesado, o esquadrão devolveu à altura. Entre rajadas controladas de Zahariel e chuvas de devastação e ruína do Heavy Bolter de Zelda, os Xenos caíam como insetos perante a fúria dos filhos do Imperador. Alistayr lançava suas granadas, mas nunca deixando de prestar ajuda a Zelda, que, apesar de gravemente ferida, ainda lutava contra sua dor e a canalizava em ira contra os inimigos da raça humana. Finalmente, com um comando oportuno de Fild, Azael teve a brecha que precisava para dar o golpe final no comandante inimigo. Seu míssil atingiu a brecha ja formada na armadura do gigante e a deixou obsoleta, covardemente o lider inimigo ejetou de sua armadura e tentou fugir enquanto Zelda e Zahariel matavam implacavelmente os soldados remanescentes. Sua fuga não foi muito eficaz, pois o Jump Pack de Alistayr foi mais do que o suficiente para alcançar o indefeso Tau. Quando finalmente capturado, o Comandante inimigo profanou contra o Imperador e tirou a própria vida com um veneno que havia escondido, os Space Marines haviam triunfado mais uma vez.

avatar
Átila Fernandes
Cavaleiro Menor
Cavaleiro Menor

Mensagens : 45
Data de inscrição : 24/04/2011
Idade : 28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [WARHAMMER 40K] Relatos do Deathwatch

Mensagem  Átila Fernandes em Seg Ago 22, 2011 9:54 pm

Após derrotar o exército inimigo, os Space Marines voltaram ao curso em direção ao Dellirium Trellis. No caminho, foram atacados por alguns Kroot que haviam sucumbido à aura de loucura do planeta. Apesar da aparência primitiva, esses Kroots atacaram astutamente e até conseguiram ferir um dos guerreiros, mas foram rapidamente eliminados graças à habilidade de Zelda e Zahariel. No ninho dessas bestas, Alistayr encontrou corpos de Taus, que ele consumiu e lhe foi revelado pela sua Omophagea que havia um diplomata Tau nessa região.
O grupo avançou até o ponto em que o Trellis deveria estar e encontraram duas árvores barrando o acesso ao ponto do dispositivo. Após Zahariel derrubar as árvores com sua baioneta motosserra e revelar o Trellis com um dos iluminadores, o Techmarine Fild percebeu que uma parte do dispositivo havia sido removida de maneira brusca, o que ativou a armadilha. Após assegurar-se que o Trellis estivesse pronto pro transporte, surgiu dos arbustos um pequeno Tau com roupas finas e jóias lhe adornando as mãos e a cabeça. Ele, provavelmente devido à loucura causada pelo dispositivo, achou que os Space Marines eram seus aliados e os informou que precisaria de uma escolta de volta à sua base para interrogar um general humano que havia sido capturado. Como os Adeptus Astartes sabiam que um general imperial havia sido sequestrado recentemente de um dos postos do norte, eles resolveram acompanhar o confuso diplomata até a base.



Chegando ao local, os guerreiros viram uma pequena fortaleza Tau com uma nave de batalha pousada em frente, carregando um conteiner lacrado. No topo da base havia uma zona de pouso, com a qual um pequeno transporte aéreo estava nivelando para pousar. Nessa zona de pouso estava o general imperial, segurado por dois guerreiros Tau, lutando inutilmente contra seus captores para não ser levado para interrogatório. Zahariel imediatamente executou o diplomata com sua motosserra e o grupo se pôs a agir. Alistayr correu pela floresta densa para uma colina próxima à base enquanto o resto do time se preparava para o ataque. Com um tiro certeiro de seu Lançador de Mísseis Soundstrike, Azael destruiu uma das turbinas do pequeno transporte sobrevoando a base, o que o mandou em uma espiral em direção ao chão. Essa distração foi o bastante para Alistayr, em um jato de fogo branco de seu Jump Pack, pudesse voar até o topo da base lançando uma granada de pulso eletromagnético que desabilitou os dois captores do general. Feito o movimento inicial, Zelda, Zahariel e Fild dispararam suas armas contra os pilotos da nave de batalha pousada em frente à base, matando todos rapidamente. Alistayr, ao aterrissar sobre a plataforma de pouso, sofreu fogo pesado dos guerreiros Tau que estavam a seu alcance, e não conseguiu retornar o fogo de imediato, mas protegeu o general com o próprio corpo das chuvas de energia sendo disparadas em sua direção. Após o choque inicial, as tropas Tau rapidamente se agruparam e devolveram fogo ao esquadrão atirando neles da colina. Zahariel lançou uma granada de pulso eletromagnético que destruiu uma das metralhadoras de defesa da base e Azael derrubou a outra com um míssil. Fild prestou assistência a Alistayr que estava sob fogo pesado do inimigo. Com uma rajada certeira, Fild derrubou os quatro soldados inimigos que cercavam seu irmão de batalha, tirando-o do perigo. Gravemente ferido, Alistayr juntou suas forças, pegou o general nos braços e voou para a segurança. A aterrissagem do Apotecário não foi das melhores e, devido aos ferimentos que ele havia sofrido resgatando o general e à inclinação da colina onde ele tentou pousar, ele perdeu o controle e rolou colina abaixo com o general em mãos em direção à floresta. Enquanto isso, o resto do time lutava uma batalha feroz contra os soldados Tau, agora em seus postos e disparando contra os marines. Fild, ao ver que Alistayr havia perdido o controle no pouso, correu para ajudar o companheiro, protegido por disparos impiedosos do Heavy Bolter de Zelda contra os Xenos. Zahariel correu em direção à nave de combate para tomar o contêiner. Dentro da nave estavam dois soldados Tau, que foram mortos rapidamente com uma rajada de seu fuzil. A última resistência do inimigo foi destruída quando Azael jogou uma granada certeira no vão da casa-mata principal da fortaleza, matando quase todos os Xenos restantes.
Após pacificada a fortaleza e o general seguro, Zahariel abriu o conteiner e encontrou o Trellis restante e o fragmento que fora arrancado do último, a tecnologia havia sido mantida longe das garras do inimigo. Os Space Marines retornaram com a missão cumprida de maneira exemplar e com valiosas informações para a Crusada Achillus.

Que o Imperador abençoe a todos nós.

avatar
Átila Fernandes
Cavaleiro Menor
Cavaleiro Menor

Mensagens : 45
Data de inscrição : 24/04/2011
Idade : 28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [WARHAMMER 40K] Relatos do Deathwatch

Mensagem  Fabiana Piano em Qui Ago 25, 2011 10:04 pm

O relato da aventura está interessantissímo! Muito útil, deu pra lembrar de alguns detalhes que eu tinha esquecido. Gostei.
avatar
Fabiana Piano
Cavalariço
Cavalariço

Mensagens : 16
Data de inscrição : 27/04/2011
Idade : 28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [WARHAMMER 40K] Relatos do Deathwatch

Mensagem  Cleiton DdSouza em Seg Ago 29, 2011 2:01 pm

sem sombra de duvidas, fico muito bem feito sua discrição da campanha.
avatar
Cleiton DdSouza
Cavaleiro Menor
Cavaleiro Menor

Mensagens : 26
Data de inscrição : 28/04/2011
Idade : 37

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [WARHAMMER 40K] Relatos do Deathwatch

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum